domingo, julho 25

Elas têm super poderes.

    Existe uma frase. Você a analisa. Você reflete. Você monta.

   Ler é bom. Por meio da leitura nos voltamos à vida. Sim, já escrevi sobre leitura neste mês, mas a abordagem de agora é diferente.
   Em alguns momentos queremos pensar, saber, conhecer algo novo, mas as condições do instante não nos proporcionam tamanha liberdade. Há o desejo por ser diferente, por experimentar algo novo, por tomar uma atitude contrária a tudo com que já estamos acostumados, porém ainda não sabemos em que esse anseio pode se tornar. Será desastroso se deixarmos esta vontade sublimar, pois ela é rara e a liberdade que temos naquele momento tem um poder além do que realmente somos. Por isso, devemos ler.
   Palavras são o reflexo desse desejo, dessa vontade. Há quem se permite ir além por meio delas. Quando lemos, muitos pensamentos se intercalam; nos identificamos com o leitor, nos lembramos de ocasiões semelhantes, discordamos de algumas de suas opiniões  e toda essa reflexão nos traz algo diferenciado, capaz de realizar aquilo que, mediante o cotidiano, não somos capazes de alcançar. Há um quebra-cabeça, peças passam a obter formas, surge uma nova imagem. Nos sentimos bem quando encontramos uma característica diferente  das que já possuíamos; às vezes ela não é inovadora por completo porque se forja por muito daquilo que temos há bastante tempo, mas atrai por se constituir de uma combinação totalmente diferente das que já havíamos alcançado até àquele momento.
   Ter ideias é como mobiliar uma casa. Há um espaço vazio que aos poucos começa a ter uma identidade, que, hora ou outra, tem objetos novos sendo acrescentados. Quando o local está pronto, depois de um período há necessidade de mudança, é preciso trocar móveis de lugar, adicionar novas cores ou, quem sabe, retirar algumas das que já estão no recinto. Inovar, restituir, construir. É preciso manter esse pique, esse descontentamento com o natural, é preciso ver além daquilo que somos capazes, pois, ao nos desafiarmos, somos instigados a lutar por mais, renasce uma força, você toma conta dela como seu escudo, seu poder, sua  evolução.
   Enxergamos que o ler nos liberta e por isso deve haver a reciclagem desse hábito. Não permitamos que ele se torne rotineiro; as palavras têm poder e se envergonhariam se soubessem que nos esquecemos disso. Nosso dia a dia, nossas preocupações podem nos deixar cegos frente a muito do que nos rodeia, mas que tenhamos sempre um colírio à mão quando colocarmos as palavras umas ao lado das outras, elas têm esse direito.

13 comentários:

Theldo disse...

Excelente Texto. Gostei da forma como mostrou a intercalação dos pensamentos qdo lemos. hehe
Apesar d criar esse hábito a apenas uns 4anos, vejo o qto a leitura é capaz de fazer com que tnehamos percepções e a capacidade de analisar, d forma diferente, as "coisas" que influenciam nas decisoes mundanas.

Pedro disse...

"Ler é emoção,
é como viajar em um balão,
ler é alegria,
contagiando toda nossa vida"

Ler é tudo, sem a leitura, nós, simplesmente, nos perdemos na ignorância.


*Esse poema é de quando eu tinha 10 anos.

=*

Irosvalmen disse...

Curti teu texto, de verdade.

Ainda, além de tudo, és minha conterrânea e pretendes o jornalismo, assim como eu.
Bom, teu blog.

Gaúcha, Beijão.

Vaneessa Feelix disse...

ler ée otimo' poorq muitos tem preguiça e assemelham esse ato por coisas futeis? -nós precisamos ler para só assim crescermos na vida '
Concordo com tudo o que vc relata.

Marcos A. G. Carneiro disse...

Ler é um empreendimento mais profundo do que possamos ver com nossa superficialidade, compreendo assim. Escrever - verbo do mesmo campo semântico -, quando é voltado para uma prática artística, é tida como uma libertação pessoal. Ver a obra é epifânicos. O ambiente material que se faz com as palavras, positivando(materializando) as abstrações, é que da o grande prazer.
..
Escrevi sobre leitura na minha nova postagem.
Confira. Estou te seguindo.
..
Até mais.

Italo Gomes disse...

Ler é otimo e escrever tambem...é uma forma de terapia na minha opiniao

Ler sobre uma pessoa as vezes agente acaba vendo que nao somos apenas nos que agimos ou pensamos de determinada forma

e Escrever extravasa tudo de bom e exorcisa o que é de ruim

Parabens pelo Blog

Bejo

http://italoopensador.blogspot.com/

Karla Hack disse...

Fantástico...
Um jeito bem partiucular e com um tom de desabafo este seu texto...bem interessante...
Gostei!
;D

Italo Gomes disse...

Eu de novo..rsrs

Seguindooo... se puder me siga la tb

xD

Franfs. disse...

Ler sem dúvida alguma é uma forma de reciclagem!
Adorei o texto!

(sim, sou cristã-católica, mas gosto muito de bandas/cantores envangélicos também)

lindo teu blog :)

beijos.

Brunosh disse...

é, não falo sobre religião, mas a imagem é interessantissima...

Brunosh disse...

putz, li outro blog, sai do pc e comentei no teu...

agora o comentário de verdade^^

Ler exercita a mente e abre a mesma para o mundo. Eu penso que com a leitura experiências são criadas, coisas são aprendidas e viagens são feitas sem se sair do lugar. Me lembro de ter comentado em outro texto seu, quando disse que a leitura está se tornando "coisa de nerd". Uma pena, mas também não se deve banalizar a coisa.

Vii Ferrari . disse...

Hóóóóóóó, olha onde vim parar, aushahasuhsa já tinha pensado que tinha que comentar aqui. asuhaush

Mas enfim, as palavras tem o dom de se transfomar em tudo que quer. Elas podem ir aonde desejam, onde nossa imaginação permitir.

(:

Bjo Bjo

Anderson Massolino disse...

Muito bom o texto,eu desde criança sempre leio jornal,agora além de jornal,leio o blog da laurinha,que também de me enche de cultura.
bjs

Postar um comentário

Bem-vindos!

Minha foto
Um conjunto de antíteses e uma mente apaixonada, que pulsam juntos em forma de sonhos. Graduanda em Psicologia e ex-estudante de Jornalismo na UFRGS.

Eles aprovam: