segunda-feira, fevereiro 8

Eles discutem,eu observo.

Eles discutem,eu observo.Apenas rio.
   Estou completamente fascinada com as discussões que surgem em comunidades jornalísticas na internet. Ora ou outra, há especialistas ou iniciantes trazendo questionamentos àqueles que já têm experiência no assunto. O modo como essas questões são abordadas sempre dá origem a uma "pulga na orelha" de alguém. Com a presença destes itens, a peça está montada. Just watch it.
   Como concluímos ao observar alguns casos, fica cada vez mais comprovado: é preciso que nós mesmos conheçamos indivíduos, instituições e seus adjacentes para termos opinião própria a respeito deles. Digo isto porque minha inocente ideia era de que, em comunidades onde há indivíduos bem formados e com destaque no mercado de trabalho, houvessem questionamentos que levassem ao crescimento daqueles que participam da abordagem, o que ocorre raramente. Assim que um internauta levanta uma questão - mesmo que não polêmica- , há outro que se faz presente para criticar um erro de português, uma ignorância ou apenas porque não concorda com o pensamento do outro. Não, não pense que ele faz isso com intuito de auxiliar o locutor; seu objetivo,na maioria das vezes, é de apenas divulgar seu grau de superioridade. Se este grau existe ou não, eu não sei, mas que o modo como eles se portam me provoca inúmeros risos, disso eu tenho certeza.
   Esta é uma realidade que precisa ser mudada. Acredito que muitos dos participantes destas redes de internet fazem parte delas porque desejam crescer como profissionais através de debates e de informações vigentes. O fato de sempre haver críticas não construtivas leva esses indivíduos a permanecerem ocultos, enquanto poderiam estar abordando temas que produzissem a dúvida e, consequentemente, a busca pelo saber.
   Creio que todo  cidadão, como ser pensante, tem momentos em que deseja modificar o meio em que se encontra para que esse se torne melhor perante sua visão; no entanto, eu e você permanecemos também ocultos por sabermos que há sujeitos que nos impedirão de abordar uma postura que gere resultados. Devido àqueles que derrubam,os que têm atributos para elevar deixam-nos guardados e,assim,a sociedade procede.
   Todos ficam surpreendidos quando algum de nós tem a coragem de tirar seus utensílios da gaveta sem o receio de que eles sejam perdidos.O arriscar, mesmo sendo inseguro, muitas vezes é preciso, é apenas por meio dele que as mudanças ocorrem, que a sociedade amadurece, que a sociedade se destaca. Uma vez ouvi um pastor dizer "é normal que tenhamos medo, mas não é normal que permaneçamos com ele!". Se somos capazes de usar a razão para criticar, também sejamos aptos a usufruí-la como forma de disseminar o medo.
    Muitas vezes é preciso negar o natural para que alcancemos o item diferencial. Seja mais um dos que permite que a surpresa produza expectativa e coragem para mudar.
    Boa semana para todos, até mais.
  
  

8 comentários:

Theldo :D disse...

Achei muuuuuito original o tema do seu textoo, Laura... Eh muito coerente o modo como vc coloca a relação entre os fatos. gostei muuitooo !! eu curti o "Just watch it" HUEUHEUHEUHE.

Anderson Massolino disse...

essa é uma questão interessante,tem pessoas que não sabem debater,porque não aceitam opinião contrária a sua e já partem pra ignorância.
opinião oposta não se discute,apenas se lamenta.
vai querer mudar a opinião de um gremista ou colorado,de um ateu ou catolico,de um petista ou peemedebista.o debate vai até o amanhecer ou até alguem partir pra briga,hehehehe
bem essa é minha opinião (e ai de alguem que não gostar,hehehehe)to brincando!!
grande abraço

joq disse...

Mando Muito Bem! \o/
Tem jonalista hoje q não sabe o q diz,
outros q nem blog tem...
Tu ja tah mais de um passo a frente desses! XD
parabéns Laurinha, Keep Writing! :D


PS: Até teu inglês tah melhorzin! ;P

Francisco Júnior disse...

Olá, gostei do seu blog. Que tal fazermos uma parceria? Visite o meu e me dê uma resposta. Pode ser em forma de link simples mesmo. Abraço.

Bruno disse...

Oi Laurinha!
Pois eh, que surpresa... Nem sabia que tinha voce no Orkut... Por acaso a gente se conhece tambem?!
Alias, parabens pela conquista da UFRGS \o/
Vlw por checar o blog la!
Manda um scrap la no orkut pra eu saber quem tu eh!
Bjao e GBU!

Arielle disse...

O site do Mídia Independente (procura no google) é bem legar parta suas pesquisas tbm =)

Juliana disse...

o mundo seria muito melhor se todos fossem mais humildes :)

Felipe Guerra disse...

Eu fico imaginando como fica um adolescente que pretende estudar jornalismo ao ver tanta arrogância quando entra em uma dessas comunidades.

Acho que pelo menos fica um bom exemplo de como NÃO agir. Eu sempre corrigi meus maiores amigos, e anos depois vi que houve efeito no que fiz. Mas funcionou porque somos amigos, e porque eles sabem que vou corrigi-los sem esnobar, desprezar.

Alguém que leva uma patada dessas nas comunidades sente, no mínimo, vontade de xingar. Não sei se isso já aconteceu. Nem adianta também, afinal, acho que os imbecis se sentem bem menosprezando os outros, e melhores ainda quando recebem atenção.

Vi seu comentário na comunidade falando que as ações dos outros levou a esse post, e fiquei curioso para ler. Bem escrito =)

Postar um comentário

Bem-vindos!

Minha foto
Um conjunto de antíteses e uma mente apaixonada, que pulsam juntos em forma de sonhos. Graduanda em Psicologia e ex-estudante de Jornalismo na UFRGS.

Eles aprovam: