sexta-feira, janeiro 14

Uma necessidade que faz parte do que sou.

   Sinto falta de que saibas mais a meu respeito. Anseio por que reconheças tudo o que guardo em meus pensamentos. Queria que me degustasses, dominasses, entendesses. Tudo isso porque não sei ser contida. Em um relacionamento, ingresso para me entregar. Não me é uma escolha, nem mesmo uma necessidade. É parte de mim.
   Desde que contido aprendi uma nova maneira de viver, acostumei-me a sair de casa todos os dias. Preciso abrir o portão para sentir como está o tempo - esteja ele envolto a uma brisa que embaraça os cabelos ou coberto por um calor estonteante, que produz desejo de se estar na praia. Praia esta que entrelaça brisa e calor em um mesmo momento, dando novo aspecto a ambas as sensações.
   Meu sair pelas ruas é necessário ao menos por uma hora. Ou por alguns minutos. Minha dor nasce por tu não estares comigo quando me perco à procura de caminhos diferentes. Perdão, é uma audácia de minha parte expressar tamanha mentira. Tu estas sempre ao meu lado. Talvez não com teu corpo presente, mas vive em minhas lembranças, pensamentos. Acabo então por te provar mais, mesmo quando não te tenho ao meu lado. E esta foi a grandiosidade que recebi ao te conhecer. Agora sei que não apenas é possível te explorar estando longe, mas também sei que não sou limitada pelas leis físicas que me rodeiam, sou capaz de ir além de cada uma delas.
   Parece ironia dizer que aprendi isto contigo, logo tu que provéns das exatas e que ris quando exponho o quanto me reconheço dentro de um museu, de um livro, de um filme. Na verdade, no fundo me entendes, mas não tens coragem de se declarar como sendo tão verdadeiro. Preferes apenas admirar o que possuo para completar o que conservas escondido em ti.
   Não avalio tamanho receio como medo, mas apenas como obstáculo. Sei que necessitas de uma força suficiente para lhe tirar deste casulo. Por meu modo de ser, enxergo em ti uma pessoa talvez mais semelhante a mim do que eu mesma. Desperdício é que os outros não possam e não consigam decifrar o quanto és maravilhoso.
   Preciso de tempo, de tempo para que venças o obstáculo e finalmente sejas mais transparente com teus planos, sentimentos e desejos. Acabo por me angustiar ao saber o quanto será deslumbrante quando assim conseguires passar todos os teus dias. É através dessa angústia que falho e não consigo te levar mais adiante nesta caminhada. Minha ansiedade acaba por cessar o movimento dos ponteiros do relógio, deixando-os mais lentos do que quando tinham o costume primitivo que me aborrecia.
   Eram oito horas da noite quando saí de casa no dia de hoje. Passou-se uma hora e meia e o horário permaneceu sendo 21h30. Devido a esta trapaça literalmente temporária, já não consigo prosseguir. Outras palavras terão liberdade quando, ao sentir tua voz me trazendo novidades ou tuas mãos aquecendo as minhas, tudo já não seja apenas um de meus pensamentos. Saberás então que teus olhos me são como combustível para que meus sonhos tomem a forma de vida.

16 comentários:

A Garota do Blog disse...

Muito bom o seu ponto de vista :)

te espero lá no meu!
bjo

Jeniffer Haddad disse...

''Não avalio tamanho receio como medo, mas apenas como obstáculo. Sei que necessitas de uma força suficiente para lhe tirar deste casulo.'' Adorei! Você escreve muito bem cara! *--*

100cultura' disse...

Putz, alguém aki é ótimo com as palavras!
=O
http://100culturablog.blogspot.com/

Allan Thalles disse...

Ótimo blog, você traz em suas palavras sentimento, vontade e autenticidade...coisas essenciais para um bom texto. Também tenho um blog, lá posto poemas de minha autoria, espero sua visita. http://empatiapoetica.blogspot.com/
Desde já, muito obrigado.

J. Victor disse...

"Outras palavras terão liberdade quando, ao sentir tua voz me trazendo novidades ou tuas mãos aquecendo as minhas, tudo já não seja apenas um de meus pensamentos. Saberás então que teus olhos me são como combustível para que meus sonhos tomem a forma de vida."

Muito bem escrito, e os detalhes para a finalização foram ótimos! Gostei da escrita! Parabéns :)

Ah, e sinta-se convidada para me visitar em www.jvictorlima.com

bia santos disse...

"...sei que não sou limitada pelas leis físicas que me rodeiam, sou capaz de ir além de cada uma delas..."

Muito profundo essa parte...Eu bem que queria me teletransportar para alguns lugares...

Muito bom o post...

Bá Jaze. disse...

Nossa, muito lindo mesmo. Você tem muito talento. Parabéns, o blog é ótimo.

J. Victor disse...

Olá, obrigado pelo comentário em meu blog. (:
Eu já admiro o talento mantido por vocês, de Humanas. Vi em seu perfil que você faz Jornalismo, não é? Acho que seria minha 3 opção de curso (caso eu não amasse a Medicina desde guri, hehehe). Jornalismo ou Sociologia, eu acho. Amo os dois.

Seus textos são muito bem desenvolvidos, eu admito bastante isso, a linha seguida. É agradável de ler, mesmo transbordando emoção.

Sinta-se livre a visitar www.jvictorlima.com quando quiser! Inclusive tem texto novo lá :)

Um beijo!

J. Victor disse...

Eu tô parando aqui pra ler outros textos teus. Gostei bastante do "Deficientes como nós".
E vi uma foto de uma reportagem tua com Marco Rica tambem aqui no blog, ou seja, voce faz reportagens... hahahahha muito bom!

Estás gostando do curso e da faculdade? Eu tenho um punhado de amigos que fazem Jornalismo também...

Um beijo,

 Jéssicaa disse...

Nossa adoreei o texto e tbém o seu blog! Seus textos possuem um conteúdo super interessante, e apesar de longos não são cansativos! PARBÉNS.. vc tem muitoo futuro na profissão que escolheeu ~ Beijokaas!

Seguindoo vocêe'
http://jeehsalles91.blogspot.com/

Wesley Borges disse...

E aí, tudo bem? Vi seu blog numa comunidade do orkut sobre divulgação de blogs. Se você quiser, pode enviar seu banner para o meu blog que eu colo na página principal. E entre no meu blog, escolha um banner do meu blog e cole no seu, para a gente ser parceiro de banner. O blog é este aqui:
http://diazdezumbi.blogspot.com/
Bjs!

Ianca Gabriela disse...

nooossa, meus parabééns!

Karen disse...

Você ganhou um selo : Blog de Ouro 2011!
Para retirá-lo é só deixar um comentário em meu último post, e dps, escolher outros 15 blogs para prestigiar com este selo.
BjoKas, Karen.

Clube do Filme disse...

Bem escrito seu texto.. Alguns desses sentimentos e sensações conheço bem!!.. Abraço!!

Mayara disse...

Adorei o seu texto , seu blog possui conteudos muito interessantes . Parabéns :)

Anderson Massolino disse...

Muito bom esse texto,gostei mesmo,bjs

Postar um comentário

Bem-vindos!

Minha foto
Um conjunto de antíteses e uma mente apaixonada, que pulsam juntos em forma de sonhos. Graduanda em Psicologia e ex-estudante de Jornalismo na UFRGS.

Eles aprovam: