segunda-feira, agosto 9

Olhos dentro da Mente

   Você já se deu por conta de que nossa interpretação sobre o que vemos, lemos ou observamos depende da maneira como nos portamos diante dessas situações?
   Para melhor entender, se lembra daquela aula de literatura em que seu professor comentou que a reflexão em relação aos poemas não é limitada, mas depende das situações por que cada um de nós passa: momentos de dor, de crescimento, de paixão...
   Pensando com cautela, além de todas essas influências que nos cercam ou já nos cercaram em determinado momento, nossa capacidade de entender o que nos é exposto se relaciona ainda mais com a atenção que damos ao assunto e de que maneira nos libertamos a apenas sentir o que está sendo dito como se fosse a primeira informação que adquirimos na vida, como se não houvesse nenhum outro pensamento que nos impedisse de receber esta informação em sua forma mais pura, simples e única.
   Parei para pensar a respeito deste assunto há cerca de um mês, ao ver que os comentários em meu blog eram contrários àquilo que havia escrito. Aliás, ao invés de as pessoas sugarem o texto, elas se prediam a uma única informação colocada nele, uma mera informação que tinha o único intuito de exemplificar o tema. No texto, queria comentar sobre como ficamos quando algo inusitado acontece, quando uma notícia nos tira da situação natural. Para isso, citei a desclassificação do Brasil na Copa, já que era uma notícia que havia atingido a todos e então seria mais simples de entenderem o que tinha por intuito. Me enganei.
   Os comentários foram todos sobre a Copa, sobre a seleção, sobre os erros e acertos de Dunga. Pensei: " será que não soube me expressar?" . Reli o texto e percebi que não, que havia escrito realmente o que desejava, mas que o olhar das pessoas não era limpo no momento da leitura, elas passavam os olhos pelo texto já carregadas de informações, sem se permitir receber uma nova visão naquele momento.
   O curioso é que fazemos isso em todo o momento! Há influência de quem nos cerca, do que já fomos, das críticas, da imprensa e tudo isso não nos permite viver na essência, no desejo de enxergar o novo como ele realmente ele é, e não da maneira como ouvimos falar nele.
   Parece-nos difícil deixar todo conhecimento de lado para adquirir um novo e realmente é uma estratégia complicada, mas, geralmente, quando queremos nos superar e alcançar algo além do que já temos por costume, precisamos aprender a também agir de uma maneira que não vá de encontro ao que está limitado a nossa própria capacidade. O arriscar, o tentar diferente nos trazem novas oportunidades e maneiras diferenciadas de relacionamento para com o viver e para com o pensar. Resta-nos tomar um gole de coragem e aceitar esta nova oportunidade. Depois de decididos, esperemos um pouco e avaliemos o resultado. Com certeza, seremos surpreendidos.
Olhos diferentes dos da face, olhos da mente.

5 comentários:

Raah disse...

uii.. pelo que dizes não sei se farei um comentário de acordo com seu texto.

É que as pessoas focam mesmo num assunto de interesse delas, sem dar muita atenção ao resto do assunto. Fazem uma leitura superficial

Vc é ecológico?

http://reciclandoevivendo.blogspot.com/

Anderson Massolino disse...

Ai meu Deus,to com medo de postar uma coisa diferente do texto.
será que se eu falar do Dunga,a Laurinha vai me xingar??? acho que sim,melhor não falar.
acho q vou falar que a Laurinha não soube se expressar num texto...melhor não,a laurinha vai me xingar também e com razão,pois não lembro do meu comentario,mas devo ter caido nessa de falar do Dunga,pois,eu sempre passo os olhos por cima do texto tentando achar alguma coisa q eu não concorde.
A imprensa infelizmente é a maior formadora de opiniões,depois que a pessoa lê ou escuta alguma noticia,ela não aceitará uma outra opinião.
espero ter lido o blog da maneira certa.hehehe
bjs Laurinha

Ericritico disse...

Bem acho que para uma pessoa entender sobre determinado assundo realmente vai do estado mental dela, se ele esta com presa isso atrabalha muito na hora de entender!!

Bem é o que eu acho!!!
Gostei muito do seu blog!!!
Parabéns

றαяo¢α disse...

Já disse tudo,O problema:"elas passavam os olhos pelo texto já carregadas de informações"
Hoje em dia a vida é vivida como telespectadores de tv sentamos e esperamos tudo mastigado, ás vzs leio ou assito alguma noticia e me pergunto será que eles acham que as pessoas são retardadas? mas em alguns momentos entendo todo o interesse por trás das informações regogitadas
, pelo menos eu acho...se eu tentar me expressar vai acabar virando um post...rs..XOXO.

Clique aqui disse...

Bloog ta ferah'
*-*

Postar um comentário

Bem-vindos!

Minha foto
Um conjunto de antíteses e uma mente apaixonada, que pulsam juntos em forma de sonhos. Graduanda em Psicologia e ex-estudante de Jornalismo na UFRGS.

Eles aprovam: