sexta-feira, janeiro 29

A Emoção de 2010

   Faz bastante tempo que anseio por ter um blog, mas,devido aos estudos,segurei um pouco a barra.Tenho agora a alegria de iniciar minhas postagens e de poder compartilhar o blog "Coisas de Laurinha" com vocês.
  O melhor de tudo é iniciar,como muitos dizem,com o pé direito.
  Em 2006,ingressei no CMPA e,desde então,visei ao ingresso em uma universidade.Os preparativos foram longos e o terceirão naquele colégio trouxe momentos inesquecíveis para mim e para meus colegas.Todos estávamos juntos,sonhando da mesma forma,abrindo mão de alguns momentos para que pudéssemos nos dedicar aos estudos,assim como fazem todos os que sonham e esperam que o desejo seja concreto.Durante esse tempo,foi preciso fazer essa e outras escolhas;como destaque de uma delas,o curso que queríamos exercer.Aqueles que me conhecem sabem como esse momento foi de dúvida e,em diversos momentos,de tensão - já que optei por uma profissão que não foi de agrado de minha mãe.Foi preciso orar,foi preciso o auxílio dEle em vista de que este momento me traria consequências por um longo período de minha vida.Todo esse conflito foi um momento de crescimento.
   Um dos ingredientes para ser um indivíduo realizado é sugar o que há de proveitoso em cada experiência,seja ela boa ou ruim.Para mim,o valor conquistado foi a coragem.Em um primeiro momento,ela bateu a porta e eu,sem forças para arriscar,quis ignorá-la;depois de um tempo,foi necessário dizer sim e aceitar essa nova característica em meu caminho.
  Sempre tive o costume de tomar atitudes que me deixassem segura,que me permitissem ter um "plano B" à manga;no entanto,quando desejamos algo que está além da nossa capacidade,é preciso agir sem um alicerce formado,é preciso aprender como construí-lo.Assim foi quando realmente aceitei o desafio de lutar por uma profissão que me apaixona e que,com certeza,me trará alegrias em cada momento em que eu disser "sim,sou jornalista" ! 
 Ontem era o "dia do F5",dia em que nós,os vestibulandos da federal do RS,fomos surpreendidos por saber que a divulgação do listão se daria antes do que havia sido planejado.Em torno das 11h,todos clicavam na tecla F5 com intuito de encontrar seu nome na lista de aprovados. Confesso:há alguns dias,tive medo deste momento;mas ontem já me alegrava antes de conferir o listão,já que o Pai  havia confirmado, em meu coração,que meu nome estava lá.Como percebem,Ele estava certo.
  Já tive inúmeros momentos de alegria,que geralmente passam depois de um tempo.Já faz quase dois dias que recebi a notícia de minha aprovação e,ainda assim,persisto com um sorriso nos lábios.A partir de agora,sempre que tenho a oportunidade,converso com os bixos e com os veteranos da FABICO pelo Orkut, até mesmo porque é bom ter um conhecimento a respeito de nossas casas e a minha nova moradia é esta universidade,aquela que me admirou por toda excelência e prestígio que tem em vários de seus cursos.Antes eu invejava ver os universitários passeando por Porto Alegre com as bolsas da UFRGS, agora é a minha vez de desfilar com elas pela cidade.

Quero agradecer ao meu amigo Gonçalves por ter criado o layout deste blog e me auxiliado para que hoje ele estivesse no ar.Caso vocês tenham gostado e estiverem interessados, favor entrar em contato comigo ou com ele  através do e-mail: goncalvescarioca@hotmail.com.

Um abraço a todos. Te encontro mais vezes aqui,no "Coisas de Laurinha"

10 comentários:

Thomas disse...

parabens qrida por td q vc alcançou, vc é um ser mto iluminado e é merecedora d tudo aquilo q aconteceu ate o presente momento e tbm o q t aguarda. sucesso e vc c tornou um dos meus orgulhos. sou mto honrado em t ter como amiga

(L)aurynha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Thiago disse...

Laurinha fico muito feliz em saber q vc deu um importante passo na sua vida profissional .
Espero q vc continue sempre assim corajosa e determinada em tudo o q realiza
beijão e muito sucesso...
JORNALISTA ♥

Anderson Massolino disse...

Oii Laura,muitos são os convidados a serem bons jornalistas,mas poucos são os escolhidos,e você foi escolhida,por causa da sua competencia,da sua inteligencia,quero te dar os parabéns,muito sucesso nessa nova etapa da sua vida.
beijusss Jornalista

FERNANDO HUMBERTO RAQUEL BORGES disse...

Parabés Laura e sucesso na carreira!!

Jornalisticamente falando... disse...

Desejo-lhe prontamente sucesso na profissão.
Jornalistas estudam várias matérias técnicas referentes à profissão, como técnicas de redação e técnicas jornalísticas, assim como eles estudaram anos a fio e profundamente as leis para serem magistrados de direito. A formação técnica garante a qualidade.
Algumas pessoas argumentam que existem cursos ruins de jornalismo. Se for este o caso, então deveria se reivindicar uma maior qualidade, mas esta seria uma tarefa constante do MEC.
Tambem falaram que a necessidade de diploma é uma afronta à liberdade de expressão. Outro equívoco, pois liberdade de profissão é diferente de liberdade de expressão.


O jornalista não é aquele especializado em x, y ou z (conquanto exista especialização); o jornalismo é para o polímata: tudo tem de saber. São anos de preparo nas cruzadas dos fatos históricos e nos labirintos da linguagem: apreensão cultural e perspicácia filológica. Maior desafio que deparar-se com a dinâmica afluente e não linear da informação que este (o jornalista) é não só obrigado a conhecer, mas reinterpretá-la e apresentá-la inteligivelmente ao leitor? Todo aquele que nega o status técnico do jornalismo abriu vagas ao amadorismo: depois que não lamentem quando se interpretar A por B, por má escrita, por leviandade cultural, etc. Não é questão de dizer-se que a ausência do diploma é proporcional à incapacidade (grande parte dos jornalistas do passado não tinham tal diploma), mas é questão de ressaltar que os tempos mudaram: o jornalista hoje é filólogo, filósofo, historiador, sociólogo e antropólogo. Quem é que tem calibre para isso? Deixemos que a técnica fale, e que nos tempos vindouros não tenhamos que nos lamentar por decisões reacionárias e contraculturais que este país têm realizado.

Além disto tudo, um jornalista pode e deve buscar especialização em uma área específica, como o jornalismo esportivo, o cultural, o econômico etc. Para cada um destes, existe uma literatura técnica que um leigo que queira se aventurar como jornalista não tem conhecimento e nem preparo para assimilar.

daniela disse...

Laura diz: "áh Dani, eu tava triste por não ter me achado em odonto, só que eu fui lá no PUC tur e gostei muito de jornalismo, me apaixonei.”
PARABÉEEENS!

Matheus disse...

Texto impecável, Aprovação impecável! Guria, um futuro muito proimissor te aguarda. Continua com a dedicação e a confiança nEle...depois, apenas colha os melhores frutos!
Beijos e meu sincero carinho!
Be

Stivie Sena disse...

parabens ai guria !
gaucha tb?

Karen disse...

Dá um nervoso, um frio na barriga e a luta com o F5 é dramatica. Já passei por isso e lembro bem do gostinho de que deu certo no final (me sinto super velha ao narrar no passado algo que só aconteceu a 1 ano!!).

Então é isso... beijo da veterana da UFRJ para a caloura da UFMG!

Ahh... obrigada pela visita... eu não ligo se continuar a ir lá ahauahau

Postar um comentário

Bem-vindos!

Minha foto
Um conjunto de antíteses e uma mente apaixonada, que pulsam juntos em forma de sonhos. Graduanda em Psicologia e ex-estudante de Jornalismo na UFRGS.

Eles aprovam: